-->

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Cagliari! História e praias de sonho na Sardenha

Vista de Cagliari da Terrazza Umberto I


Cagliari


Malta seria a nossa última paragem programada no cruzeiro. Seria. Mas não foi. Devido às más condições atmosféricas, e da forte ondulação marítima que se fazia sentir no porto de La Valetta, esta paragem foi cancelada, e alterado o destino para Cagliari, na Sardenha. Afinal, não nos íamos ficar só por uma ilha italiana, mas sim duas!

É claro, o objectivo e aquilo que estávamos à espera era descobrir Malta. E por muito que Cagliari pudesse ser um bom destino, não tínhamos nenhuma informação sobre a cidade, como das anteriores que tínhamos visitado. Mas sem problemas!


Sardenha à Vista!


Chegados a Cagliari, as diferenças para os vários portos por onde tínhamos passado foram notórias. Nitidamente não tão bem preparados para receber cruzeiros, mas não houve problemas nenhuns. O porto em si, é que era assim mais a atirar para o feiote! A habitual parafernália de autocarros e de guias turísticos também não se fez notar da mesma maneira que nos outros portos. Nada de grave, vamos à descoberta de Cagliari!



Piazza Matteoti





Logo à saída do porto, damos de caras com a Praça Matteoti. Entre as várias bandeiras que se podiam ver à venda aqui, a camisola do incontornável CR7, que este ano rumou a Itália.

À esquerda, a estação dos comboios, quase em frente, do outro lado do pequeno parque que se encontra no meio da praça, temos o palazzo cívico, ou câmara municipal, e no centro deste mesmo parque, o posto de informação de Turismo. Como se impõe, esta foi a primeira visita, onde nos explicaram em inglês tudo o que pretendíamos saber. No mapa que nos deram, indicaram a zona histórica na colina, e explicaram-nos como ir para a Praia del Poetto, a mais famosa daqui da zona. 



Palazzo cívico de Cagliari


Toda esta zona está repleta de edifícios antigos e históricos, muitos deles convertidos em bancos, hotéis e lojas de comércio. É aqui o coração de quartiere di stampace! Daqui seguimos por ruelas, ladeadas por casas e igrejas, a caminho do alto da colina onde se encontra o Bastião de Saint Remy, sobranceiro à cidade. Diziam-nos que tinha uma vista soberba, e embora o caminho não fosse fácil, com muitas subidas e descidas, decidimos fazê-lo. Assim, também fomos apreciando a arquitectura dos edifícios históricos e construções antigas que existem por toda esta zona.






 Igreja de San Michele







Toda esta zona parece estar a ser recuperada, mas para já, as fachadas dos edifícios ainda se encontram degradadas, tendo somente as ruas com um aspecto mais cuidado. Os estacionamentos são um pouco selvagens, como se pode ver, mas isto é um pouco norma em Itália!






Ao contrário do que se poderia pensar, toda esta zona é habitada, como se pode depreender pelas floreiras em cada varanda, ou pelas roupas penduradas a secar, que um pouco por todo o lado vão surgindo. Amiúde vamos vendo também papéis nas portas a pedir para não estacionar, pese embora já ter o dístico nos locais. Por vezes, o apelo directo funciona!

















Bastião de Saint Remy


No coração do Quartiere Castello, encontra-se o bastião de Saint Remy. Daqui consegue-se ter uma vista fantástica da baixa de Cagliari! O bastião de Saint Remy, infelizmente encontrava-se em obras, e com andaimes a toda a volta, e acabámos por não tirar nenhuma fotografia a este monumento. O largo onde se encontra o bastião, a Terrazza Umberto I, é todo em empedrado, e embora a dificuldade para cá chegar seja alguma, encontrava-se aqui muita gente. As vistas são realmente espectaculares!










 Bastião de Santa Caterina









Spiaggia del Poetto


A Praia del Poetto é a mais famosa praia de Cagliari. Com uma extensão de 8 km, é muito procurada pelos turistas que para aqui vêm. Para ir para aqui, há várias hipóteses, desde a Praça Matteotti. Optámos por comprar o bilhete de autocarro para o dia inteiro, para o caso de fazermos mais passeios. O bilhete de 24h custa 3.30€, e pode ser comprado em vários pontos. Nós comprámos na Praça Matteotti, onde tinha um guichet dos Transportes de Cagliari
 - CTM(↗)

Para quem gosta de uma boa praia, com um areal extenso, imensa oferta de balneários e bares de apoio, este é o local ideal. Como estivemos aqui em final de Setembro, a agitação já não era muita, mas pela quantidade de guarda-sóis e cadeiras de praia que se estendiam pelo imenso areal, imaginamos que na época alta, aqui deve ser O FIM DO MUNDO!!! :).


Toda esta zona está bem preparada para receber os 'praiantes' e não só. na primeira linha da praia, uma ampla zona cicloturística e pedonal, para quem pretende fazer exercício à beira-mar. O trânsito é só de um sentido, e os estacionamentos existem em zonas próximas. Um belo exemplo de como ter uma zona de praia bem preparada para os turistas.





Para ciclistas e para corredores!


A água aqui é límpida e quente, muito ao gosto de quem aprecia uma praia estilo Caraíbas! Nesta altura, e com o vento que se fazia sentir, dezenas de kite-surfers testavam as suas aptidões. Vários eram os pontos de escolas de Kite-surf, o que dá a entender que aqui será uma boa zona para eles, pelo menos a partir de uma certa época do ano. As zonas de desporto e lazer, como campos de Vólei, também não faltam por aqui. Realmente, esta deve ser uma praia e pêras no pico do Verão!!












Aproveitamos para apreciar uma das muitas esplanadas que por aqui existem, para bebermos uma cerveja e picar qualquer coisa. A dificuldade maior foi escolher a esplanada, parecem todas tão fixes!





Uma Ichnusa geladinhaaaa!!!


À vinda embora, ainda demos uma espreitadela às salinas, parte integrante do Parque natural Molentargius, que são por assim dizer do outro lado da estrada, a ver se apanhávamos alguns flamingos. E ainda vimos alguns, mas distantes! A Ana bem que os queria ver mais de perto!!









Um bando de flamingos, de fugida!






Cagliari, é para voltar?


Definitivamente sim! Provavelmente não só Cagliari, mas outros locais aqui na Sardenha. A época de calor parece ser mais apropriada para fazer uma visita à Ilha, e aproveitar o sol e as águas maravilhosas. As praias são incríveis, bem ao estilo de Maiorca e Menorca, com as suas calas deslumbrantes. O centro histórico é muito bonito, e depois de estar devidamente recuperado, vai ficar lindíssimo. Ponto de passagem obrigatório. As zonas naturais de Cagliari têm o seu ponto alto no Parque natural de Molentargius, onde se podem observar, entre outros tipos de aves, os esbeltos flamingos! Diversão nocturna também não falta, sendo portanto um destino que tem tudo para agradar a todos!




O que ver/fazer:




Quartiere Stampace 

Quartiere Castello

- Bastião Saint Remy

- Praia de Poetto

- Parque Natural Molentargius (salinas)



Com mais tempo:


- Costa Smeralda - Porto Cervo, Porto Rotondo, Palau, Baja Sardignia



Como chegar:

O porto de cruzeiros é mesmo no centro histórico de Cagliari, não é preciso transfer.
Além dos Hop on, pode utilizar o bilhete 24h dos transportes públicos, no caso de querer ir até à praia de Poetto. Fica por 3.30€. Na Praça Matteotti (logo à saída do porto) tem um ponto de venda e máquinas automáticas.

No nosso cruzeiro no MSC Seaview, também estivemos em:





quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Messina! O mais belo relógio do mundo?

Catedral de Messina



Na Sicília, sê siciliano!

Messina seria (pelo percurso traçado) a nossa última paragem por terras transalpinas. Aqui fizemos uma abordagem a uma das mais belas ilhas de Itália: Sicília! Tendo por capital Palermo, 5ª maior cidade italiana e famosa pelo seu vulcão Etna (mais um, aqui em itália, são como cogumelos!!), pelas suas praias magníficas, que tem Lampedusa considerada uma das mais belas do mundo, e pela sua gastronomia, como em quase toda a Itália.

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Nápoles: La Vera Pizza

Galleria Umberto I


Nápoles!


Cidade mítica e mística! Situada na famosa costa Amalfitana, é a terra da Camorra e da Pizza, do Vesúvio e de Pompeia, e onde Maradona foi coroado rei! Aqui, dizem, come-se a melhor pizza do mundo! Será? Foi o que fomos descobrir!

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Génova, na casa de Colombo?

Piazza De Ferrari



Génova foi a nossa segunda paragem. Após Marselha(↗), o MSC Seaview seguiu a rota traçada, atracando na Ligúria, em Génova, que é a capital da Região.
Estávamos em Itália! Era um dos países que gostava de conhecer há muitos anos! Pela sua cultura e proximidade linguística, pelo seu clima, pela seu passado histórico e também pela sua gastronomia. 

Itália tem pinta! Tem glamour! Tem paixão! Tem vida! Tudo isto fomos descobrindo pelas várias cidades que fomos saltitando, ao longo do Cruzeiro. E Génova foi um óptimo ponto de partida!!