-->

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

TripAdvisor: Friend or Foe?


(c) TripAdvisor


Nem Tudo o que brilha é ouro - a realidade do TripAdvisor



São já vários os exemplos dados aqui no Fiambre Fininho da nossa maneira de muitas vezes escolher os nossos restaurantes. O Fininho normalmente deixa essa tarefa a meu cargo o que para já não tem corrido nada mal. A maior parte dos casos é devido ao velho ditado, a “necessidade aguça o engenho”.

A realidade é mesmo essa. Quando estamos num local que não conhecemos temos de nos guiar pelas informações que a internet nos dá e acreditar nelas, ou não. Aqui entra o tão famoso TripAdvisor.
É aqui que entram em acção as técnica aprimoradas ao longo dos anos. De repente soou  a algo extremamente profissional, o que não é o caso! 😄

A técnica é simples na realidade. Não acreditar em tudo o que lemos no TripAdvisor! Aliás, a meu ver, técnica para a vida. Não acreditar em tudo o que lês – não é verdade só porque está escrito.
Óbvio que não seria necessário utilizar a técnica se as pessoas fossem mais honestas e verdadeiras naquilo que escrevem.

As minhas dicas, começam então aqui:


1º Verificar a antiguidade dos comentários.

Convêm que ao lermos as reviews de um restaurante estas sejam o mais recentes possível. Se virmos um espaço em que a última review foi há 4 meses, a probabilidade de chegares lá e o mesmo estar fechado é grande.


2º Verificar referências de preços e fotografias

Não basta ler comentários a dizer “preço acessível” e “boa comida”. Estas frases são relativas. O preço acessível depende da carteira de cada um. Para mim pode representar 20.00€ enquanto que para quem escreveu pode representar 50.00€.

O ideal é evitar surpresas desagradáveis. O mesmo com comentários de boa comida. Boa comida para mim pode ser um bife e para quem escreveu uma boa posta de bacalhau. Tudo o que tenha o máximo de fotografias possível, como fotografia da ementa, fotografia dos pratos e fotografia da sala para termos noção do espaço e ambiente.


3ª Ter atenção aos comentários sobre o serviço

Comentários a dizer que o serviço é demorado ou que os funcionários são antipáticos é preciso saber bem apreciá-los. Compreendo perfeitamente se disserem isso num domingo à hora de almoço ou a um sábado ao jantar por exemplo.

O importante é perceber se é de facto um serviço mau e demorado ou se o comentário foi feito apenas por uma pessoa mal disposta que demorou 15 minutos à espera de comida num domingo em que nem mesa tinha reservado.


4º Horário


Aqui no caso dos Fininhos este é um ponto muito importante. Muitas das nossas escapadelas representam lanches ajantarados. Infelizmente esse é um dos pontos difíceis de descobrir. O horário de funcionamento descrito no tripadvisor nem sempre corresponde à realidade. 



Gostamos de locais que funcionem sem parar do almoço ao jantar. Não gostamos de ter hora marcada e é sempre difícil descobrir locais assim, à moda da antiga tasca portuguesa em que a qualquer hora do dia é sempre possível comer umas pataniscas e beber um copo de vinho.


5º Atenção aos perfis e avaliações comprados


As redes sociais comandam muitas das decisões que se tomam hoje em dia. Por isso mesmo, é importante ter visibilidade nessas mesmas redes. E a melhor maneira, claro está, é estar entre os primeiros. Nem todos podem ocupar essas posições, e por norma, quem as ocupa é por mérito próprio.

Mas, claro está, há sempre a tentação de aldrabar o sistema, neste caso, comprando comentários falsos (ao estilo dos seguidores no instagram...). Recentemente tivemos essa experiência, de verificarmos que numa cidade, e grande, o restaurante em 1º lugar numa determinada categoria, tinha subido exponencialmente no último par de meses.

Os comentários, esses, 90% dos que davam o excelente, eram feitos por utilizadores com uma única avaliação. Claro está, que o nº 1, quando se deparava com um cliente real, levava com uma má avaliação. É outra dos factores a ter em atenção, o nº de comentários que o utilizador x já fez.


Para os comentadores!


Comentadores de TripAdvisor, bookings, etc. deste país:



Estes locais não são sítios apropriados para se lavar a alma. Isso é para ser feito directamente no local se algo não estiver do nosso agrado. 


Escrevam de forma sucinta mas correcta. Informações úteis de horários, preços e pratos. Descrevam o tipo de ambiente se é de fumadores ou não por exemplo, sendo essa informação hoje em dia bastante procurada.

Acima de tudo não façam um mau comentário só porque naquele dia o bife veio demasiado mal passado para o gosto. O contrário também não é válido. Não exagerem na qualidade extraordinária do local que o “pobre desconfia”.
Óbvio que falta mencionar que opiniões todos têm e o bonito é serem todas diferentes.

Bons passeios e bons petiscos


A Fininha

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Sentir um Cruzeiro!

MSC Seaview


Ora em forma de resumo, entro eu, “a fininha” pela primeira vez aqui no blog!

Em forma de resumo pois explico do meu ponto de vista, um bocadinho diferente do "fininho” a experiência de um cruzeiro. Em primeiro lugar a pergunta que se coloca sempre é se o repetias? A resposta – Podemos arrancar amanhã!

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Um Wine Bar de Cristal!

M.O.B. Lote 3



Uma das dificuldades que eu e a Ana temos quando vamos passear, é escolher o local para comer. Seja ao lanche, depois de um trilho por este nosso Portugal, seja para jantar, sentados a saborear o que de bom vamos tendo por este nosso Portugal.

Por norma, e mérito lhe seja dado, a Ana é que escolhe sempre o restaurante, munindo-se das informações recolhidas e publicadas no TripAdvisor. Desta vez, numa escapadinha que fizemos à Figueira da Foz, o eleito foi o Wine Bar Cristal

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Em velocidade de Cruzeiro: Mediterrâneo!

MSC Seaview!



"Vou fazer um cruzeiro!". Esta frase mágica, a mim desperta-me sempre a inveja! Sim, inveja. Um cruzeiro é um daqueles destinos de férias (ok, não é um destino, mas compreendem o que quero dizer!) de sonho, sem dúvida alguma. No meu imaginário tenho sempre o Pacific Princess, o famoso navio da série Love Boat, e a sua tripulação fantástica, que resolvia todos os problemas, ajudava em todas as situações e adivinhava o que o cliente queria! E sabem que mais? Na vida real também é assim!

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Cagliari! História e praias de sonho na Sardenha

Vista de Cagliari da Terrazza Umberto I


Cagliari


Malta seria a nossa última paragem programada no cruzeiro. Seria. Mas não foi. Devido às más condições atmosféricas, e da forte ondulação marítima que se fazia sentir no porto de La Valetta, esta paragem foi cancelada, e alterado o destino para Cagliari, na Sardenha. Afinal, não nos íamos ficar só por uma ilha italiana, mas sim duas!